Trabalhos

Operação Índio Urbano

A partir da pesquisa dos imaginários que constituem as cosmogonias e modos de vida dos povos indígenas, a performance “Operação Índio Urbano”, pretende discutir as relações de opressão que se constrói nas diversas formas de apropriação e usurpação cultural e “recriação” pelo qual os povos indígenas no Brasil passam. Pretendemos criar uma performance que evoca estas imagens e o modo como os ícones da indústria cultural se sobrepõem ao ponto de realizar o desaparecimento/apagamento da cultura dos povos originais.

Performance criada em processo colaborativo por: Cristiane Santos, Cibele Mateus, Patrícia Santos e Jerona Ruyce. 

Pesquisa Iconográfica: Patrícia Santos.

Paisagem sonora: Jerona Ruyce.

Registro AudioVisual e Fotográfico: Panamérica Filmes




Sapatos Vermelhos ABC 

Em parceria com Carlos Rogério Amorim, a Cia As Marias participou da campanha de arrecadação de sapatos femininos para a obra “Zapatos Rojos” da artista e ativista mexicana Elina Chauvet. Essa obra trata sobre o feminicídio na cidade de Juarez, e em novembro de 2015 realizamos a vivência da pintura dos sapatos com o Carlos Rogerio Amorim, para este encontro tivemos a parceria de Renata Stort.
 
A instalação Zapatos Rojos de Elina Chauvet estreou sua réplica brasileira em 17/12/2015 em Ribeirão Pires e no dia 08/03/2016 na Praça Santa Filomena em São Bernardo do Campo, realizamos a instalação da obra Zapatos Rojos/Sapatos Vermelhos com performance da Cia.As Marias em parceria com a Cia.Corpocena criada para a obra da artista mexicana.



Jam Dançando com a Cidade 

Dançando com a Cidade é uma jam de dança contemporânea para rua a partir de jogos cênicos criados pela Cia.As Marias. As JAMs se iniciaram em 2011 e buscam promover no centros urbanos, praças da cidade, nos espaços de passagem e de patrimônio tombado espaços para experimentar, fruir e fomentar a linguagem da dança contemporânea.Foram realizadas as seguintes JAMs:

Praça Sta.Filomena 2011 - SBC
Praça Vó Rita 2011-São Miguel Paulista
 
Praça Vó Rita 2011- São Miguel Paulista
 
Praça Névio Albiero, Jardim Calux -SBC- 2014



Praça Sta.Filomena 2015 - SBC







Mostra Cia.As Marias de Artes de Rua 

Promover um espaço de apresentação, dialogo e troca entre artistas e grupos de diferentes linguagens que se dedicam a pesquisar e criar para o espaço da rua e contribuir com a difusão e valorização desse trabalho na região são os objetivos da Mostra Cia. As Marias de Artes de Rua.

I Mostra Cia.As Marias de Artes de Rua - 2011: Realização independente do grupo que somada a outras ações culturais na comunidade do Jardim Calux, integrou a primeira edição da programação Cultura. BR.




II Mostra Cia.As Marias de Artes de Rua - 2015: Realizada por meio da 3ºedição do prêmio VAI/SBC-2013 na qual a Cia. foi contemplada pelo projeto Cultura.BR.



 



Programação Cultura.BR - Praça Névio Albiero - Jardim Calux (2014-2015)

(Projeto contemplado pelo VAI / SBC 2013)
Confira o histórico da projeto na fanpage: Cultura.BR -Cia.As Marias


An.Dor (2011-2013)


 

 
“An.dor”, composição cênica que parte de uma dramaturgia do movimento, tecendo e construindo de forma não linear sua trama de sentidos pelos espaços de passagem da cidade. Mais do que contar a história da Vila de São Bernardo de forma literal, o que nos moveu foi a possibilidade de re-inventar cenicamente a cidade que habitamos, buscando deslocar o olhar do passante para uma imagem poética, rompendo por um instante o fluxo cotidiano dos centros comerciais. Dançar com a cidade é habitar poeticamente os lugares, abrir espaços para a possibilidade de uma experiência estética."




Dançando com a Cidade - março à novembro 2011

(Projeto contemplado pelo VAI / SBC 2010)

Dançando com a Cidade, projeto contemplado pelo prêmio VAI/SBC-2010, propõe a criação de um espetáculo de dança contemporânea para o espaço aberto, tendo como tema o imaginário da cidade de São Bernardo do Campo presente nas histórias, memórias, fotos, manifestações tradicionais da cultura popular e depoimentos de pessoas que acompanharam as mudanças ocorridas na antiga Vila de São Bernardo.




Mais do que contar a história de forma literal, o que nos moveu foi a possibilidade de re-inventar cenicamente a cidade que habitamos, buscando deslocar o olhar do passante para uma imagem poética, rompendo por um instante o fluxo cotidiano dos centros comerciais. Dançar com a cidade é habitar poeticamente os lugares, abrir espaços para a possibilidade de uma experiência estética.


Programação Cultura.BR - Praça Névio Albiero - Jardim Calux (2011-2013)




A Programação CULTURA.BR (lê-se Cultura ponto BR) busca promover a cultura popular brasileira (base das primeiras pesquisas cênicas da Cia.) por meio de vivências, oficinas e apresentações artísticas. Toda a programação foi gratuita e realizada de maneira independente em parceria com a Núcleo Le Hasard, ONG Pró Circo, Cia.Mundurodá e Ponto de Cultura Mídias Literárias.
 

Das Fragilidades - work in progress - 2010



Experimentação em dança inspirado na obra da fotógrafa Francesca Woodman, (1958-1981) e nas conexões estabelecidas com a arquitetura do espaço urbano, gerando por meio da linguagem da dança outras formas de ocupação artística dos espaços abertos. 


O Outro sou Eu - work in progress do Projeto Experimentações Urbanas 

Projeto participante do Projeto Adhemar Guerra - Programa de Qualificação em Artes-2009. Inspirado nas obras literárias de Juliano Garcia Pessanha, Kafka e Filipa Mello, na obra do cartunista Saul Steinberg e do cineasta Leiner e material das intervenções no espaço urbano chegou-se ao "O Outro Sou Eu", work in progress do projeto EXPERIMENTAÇÕES URBANAS.  


"O Outro Sou Eu" foi apresentado nas ruas do centro comercial de São Bernardo, na FAINC-Faculdades Integradas Coração de Jesus em Santo André, ONG Consorte e no projeto Open Space, realizado na Mostra Cena Aberta-2009.


A Moça que casou com o Diabo (2009/2012)


Foto: Augusto Paiva
"A moça que casou com o Diabo" é uma farsa que conta a história de uma jovem, Lera Maria, que está doida pra casar, mas sua mãe, Dona Maroca, espanta todos seus pretendentes. Num ato desesperado anuncia que casará nem que seja com o Diabo, com isso, o próprio aparece e realiza o seu desejo.
O espetáculo circulou em São Bernardo em temporadas independentes e em projetos da Secretaria de Educação e da Secretaria de Cultura (Expresso Lazer, Curt Circuito, Cidade Viva, Viva Bairro, EJA), em Diadema, Santo André, São José dos Campos e Santana do Parnaiba. O espetáculo participou da Mostra Cena Aberta (2009) em São Bernardo, IV Mostra de Teatro de Rua Lino Rojas (2009) e II Mostra de Teatro de Rua da Zona Norte (2010) em São Paulo.
Direção: Cibele Mateus
Confira o histórico do espetáculo: http://amocaquecasou.blogspot.com.br/
 

As Comadres Corcundas (2007) 





“As Comadres Corcundas”, é uma adaptação do conto “Os compadres corcundas” recolhido pelo pesquisador Câmara Cascudo, e tinha como proposta a investigação das feiras livres como espaço cênico. A peça estreou em março de 2007 (com direção de Mariana Vilela) e percorreu feiras de São Bernardo do Campo e Santo André até dezembro do mesmo ano.
 

A Saga do Zé da Fome (2006/2007)







Baseada na toada “História da Fome” de Téo Azevedo, a companhia chega à praça para contar as aventuras e desventuras do sertanejo Zé da Fome, que durante sua saga envolve-se com personagens do imaginário popular: o coronel, a moça apaixonada, o diabo e os santos. Tudo contado com muito humor e lirismo pelos artistas mambembes.
 
O espetáculo participou dos projetos Caminhão-Palco, Cult Circuito e Mês das Mulheres ambos da programação cultural da cidade de São Bernardo do Campo. Apresentou-se na IV Overdose de Teatro de Rua de São Paulo (2007), realizado pelo Movimento de Teatro de Rua da mesma cidade.
Direção: Mariana Vilela